Arquivo mensal 30 de Abril, 2021

Porfsweb

Oração de Cura e Misericórdia em regime misto – 6 de maio

A Oração de Cura e Misericórdia, sempre na primeira quinta feira de cada mês, a partir da igreja de SJBaptista em Coimbra, depois de alguns meses em regime online, pelo Zoom, vai-se aventurar num regime misto: quem o desejar, enquanto a lotação da igreja o permitir e respeitando todas as orientações da Conferência Episcopal Portuguesa sem descurar as recomendações da DGS, poderá comparecer na igreja de São João Baptista onde decorre a adoração eucarística desde as 8h00 ou ligar-se pelo Zoom e participar online.

Na verdade, muitas vezes e de muitas maneiras temos vindo a experimentar quase até à exaustão que ao Senhor e ao seu Espírito Santo tanto se lhe dá que estejamos presencialmente ou online: temos continuado a ser abundantemente presenteados com a sua graça, quase sempre para nossa grande surpresa e crescimento na confiança, abandono e fé.

Quinta feira, dia 6 de maio, pelas 21h30 presencialmente ou online: o link é divulgado por volta das 20h00 nos nossos sites e na nossa LinkTree (https://linktr.ee/comunidadeemanuel).

https://us02web.zoom.us/j/87007127369?pwd=eTMwZFFSd1pPTnplcDNHRThqM2QyUT09

ID da reunião: 870 0712 7369
Senha de acesso: 747967

Porfsweb

A arte de ser mãe – dia da Mãe – 2 de maio de 2021

As mães sabem que não basta dar filhos ao mundo, mas é preciso também dar um mundo aos filhos. Um mundo cio de valores, de esperança e sonhos. 

As mães sabem que ser mãe não é ter, é ser. Ser-se quem se é nos filhos e pelos filhos. As mães são aquelas que amam antes de serem amadas. São aquelas que respondem antes de serem chamadas. São aquelas que beijam antes de serem beijadas. São aquelas que correm para o abraço esquecendo o cansaço. Como ninguém, as mães são capazes de se doar, de perdoar, de compreender, de aceitar e não julgar.

Nenhuma mãe tem em si todas as qualidades humanas e, menos ainda, vive sem erros, mas, apesar de tudo, abraça os filhos tal como são, por poucas qualidades que tenham, por maiores que sejam os seus erros. Uma mãe perdoa sempre. Ainda que de coração sacrificado, prefere pensar que a culpa é sua e não de quem, por vezes, assim a crucifica. 

A mãe ensina os filhos a serem mais fortes que os medos, não tanto através de discursos inspirados, mas pela grandeza e humildade do seu exemplo. É capaz de lhes oferecer o mar com um só sorriso e a vida inteira com uma só lágrima, que não será mais que uma gota do imenso mar do seu amor. 

Neste tempo de incerteza, confiamos as mães a Maria, que é a mãe de todas as mães. Recordamos as mães que deram à luz durante a pandemia, mães que perderam o emprego ou rendimentos, mães que perderam filhos e estão de luto, mães que lutaram e lutam pela saúde da sua família, mães cuidadoras de idosos e de pessoas com deficiência.

Maria é mãe da esperança, ela que viveu com esta palavra de Simeão: “Uma espada de dor trespassará a tua alma” (Lc 2, 35). Essa alma, por ser toda amor, era infinitamente vulnerável. Quando Maria, durante três dias, andou à procura do seu Filho adolescente, tendo Ele ficado em Jerusalém, quando o seguiu durante a sua vida pública, vendo-o confrontar-se com as incompreensões ou hostilidade de muitos, e – sobretudo – quando o acompanhou no caminho do Calvário, sofreu mais do que qualquer outra mãe. Contudo, no próprio âmago do seu sofrimento, ela guardou uma confiança inquebrantável. Para lá do seu sofrimento, ela tinha a certeza de que era amada por Deus, mantendo a confiança nele. Maria, que conhece e compreende melhor do que ninguém, os sofrimentos das mães, ensina a viver em paz.

Que as mães não esqueçam que os seus filhos também são filhos de Maria. Com elas, Maria partilha a sua responsabilidade materna, carrega os sofrimentos e as dificuldades dos seus filhos. Com as mães – e ainda mais do que elas – ela deseja a sua felicidade. 

Ser mãe é ser feliz somente por ser mãe. Ser mãe é ser amor e amor que ninguém esquece, mas que sempre se agradece. 

Que a celebração de mais um Dia da Mãe junte, em coro, as nossas vozes para manifestarmos todo o amor e gratidão para com as nossas mães!

Mensagem da Comissão Episcopal do Laicado e Família para o dia da Mãe – 2 de maio de 2021

Porfsweb

Lectio Divina 5º Domingo da Páscoa

EVANGELHO Jo 15, 1-8 «Quem permanece em Mim e Eu nele dá muito fruto»

A comparação entre o povo de Deus e a vinha é tradicional na Sagrada Escritura. Mas aqui é o próprio Jesus que Se apresenta como a videira, e aos seus discípulos como as varas da mesma. Tal comparação sublinha a identidade de vida, que, procedendo de Jesus, vivifica os membros da sua Igreja. Não se trata apenas de união exterior mas de comunhão de vida que d’Ele nos vem.

Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: «Eu sou a verdadeira vide e meu Pai é o agricultor. Ele corta todo o ramo que está em Mim e não dá fruto e limpa todo aquele que dá fruto, para que dê ainda mais fruto. Vós já estais limpos, por causa da palavra que vos anunciei. Permanecei em Mim e Eu permanecerei em vós. Como o ramo não pode dar fruto por si mesmo, se não permanecer na videira, assim também vós, se não permanecerdes em Mim. Eu sou a videira, vós sois os ramos. Se alguém permanece em Mim e Eu nele, esse dá muito fruto, porque sem Mim nada podeis fazer. Se alguém não permanece em Mim, será lançado fora, como o ramo, e secará. Esses ramos, apanham-nos, lançam-nos ao fogo e eles ardem. Se permanecerdes em Mim e as minhas palavras permanecerem em vós, pedireis o que quiserdes e ser-vos-á concedido. A glória de meu Pai é que deis muito fruto. Então vos tornareis meus discípulos».

#01 – Leitura e explicação:

#02 – Meditação:

#03 – Oração:

Porfsweb

Escola de Adoração – Igreja São Jorge de Arroios – Lisboa

Para todos os que desejam aprofundar a sua relação com Deus pela oração: Já começou a “Escola de Adoração”!

É às quintas feiras, das 17h00 às 18h30, no salão da igreja de São Jorge de Arroios.

Porfsweb

Recebereis uma força – #01 – a oração de cura

O direto foi transmitido no Youtube em: https://youtu.be/daiBkA7YozU

Neste tempo de confinamento e a braços com uma pandemia global, um percurso internacional internacional em língua francesa chamado “Pentecôte2021enLive” acaba de ser lançado pela unidade dos cristãos.

O objetivo é viver juntos este próximo Pentecostes. Na verdade, não é este o momento certo para nos encontrarmos novamente e recebermos o Espírito Santo todos juntos?

Este percurso internacional teve origem na @CHARIS International

NO PROGRAMA:

5 NOITES DE TERÇA-FEIRA DE FORMAÇÂO AO VIVO sobre o tema do Espírito Santo com oradores de fogo, na unidade dos cristãos.

Cada Live durará cerca de 45 min (Louvor, 20 min Ensinamento, Testemunho, Invocação ao Espírito Santo todos juntos).

  • Terça-feira, 27 de abril: Aprofunde a Oração de Cura | Com o Padre Antoine Coelho – Fundador da comunidade “Casa do Espírito Santo” – exerce um ministério internacional de cura.Transmitido ao vivo em: https://youtu.be/2o7I9a_IgMI
  • Terça-feira, 4 de maio: Descubra a oração de cura e libertação | Com o Padre Baudouin Ardillier – Sacerdote da comunidade dos Irmãos de São João, é um especialista na área do ocultismo.
  • Terça-feira, 11 de maio: A Unidade dos Cristãos: uma força | Com o pastor Carlos Payan – fundador do movimento “Paris tout est possible” – ele trabalha há quase 30 anos para construir a unidade cristã.
  • Terça-feira, 18 de maio: Coloque-se a serviço dos pobres | Com Marthe Quinet – Missionária no Líbano dentro da Fraternidade NDML.
  • Terça-feira, 25 de maio (segunda-feira de Pentecostes): Receba presentes sobrenaturais para a evangelização | Com Dom Barrigah – Arcebispo de Lomé, Togo.
Porfsweb

triALTO – percurso para jovens

Aqui está o novo percurso para ficares fit neste tempo pascal: triALTO!!!
Não percas!
1º encontro:1 maio, 21h30 – Inscrições ⬇️
https://forms.gle/DKGyY2ptxJmMe2ud9

Porfsweb

Teens à conversa – um AMOR Maior

Desta vez as perguntas foram feitas pela Sofia Farinha que desafiou a Sílvia Ponte, consagrada no celibato pelo Reino, a falar da sua vocação:

Porfsweb

Pe Jorge celebra 38 anos de sacerdócio

Há 38 anos atrás, num dia como hoje, era ordenado sacerdote para a Igreja de Coimbra o nosso muito querido e estimado Pe Jorge Santos. Não fora a pandemia e hoje seria dia de fazer uma grande festa à volta de um bom jantar com muitas crianças e famílias para lhe dizer o nosso carinho e o nosso obrigado.

Mas não pode ser assim, por agora… resta-nos este meio, Pe Jorge, para lhe dizer o quanto estamos grados pela entrega da tua vida ao serviço do ministério que nos traz Jesus de tantas maneiras: no Pão, na Palavra, na vida fraterna, no perdão dos pecados, no consolo e cura dos doentes… obrigado.

Porfsweb

🎵🎸🎤Tu és meu pastor

Tu és meu pastor, nada me faltará:
Conduzes-me às fontes da vida.

Porfsweb

Lectio Divina 4º Domingo da Páscoa

EVANGELHO Jo 10, 11-18 «O Bom Pastor dá a vida pelas suas ovelhas»

O tema do Bom Pastor é especialmente próprio do tempo da Páscoa. A afirmação de Jesus de que “o Bom Pastor dá a vida pelas suas ovelhas” tornou-se realmente palpável na sua Morte na cruz. Aí Ele dá a vida, oferece-Se em oblação de amor ao Pai pelos homens. É na cruz que Ele Se revela o Bom Pastor, como é na ressurreição que reconhecemos o fruto desse sacrifício redentor. Por isso, a Páscoa é o tempo particularmente consagrado ao louvor e acção de graças.

Naquele tempo, disse Jesus: «Eu sou o Bom Pastor. O bom pastor dá a vida pelas suas ovelhas. O mercenário, como não é pastor, nem são suas as ovelhas, logo que vê vir o lobo, deixa as ovelhas e foge, enquanto o lobo as arrebata e dispersa. O mercenário não se preocupa com as ovelhas. Eu sou o Bom Pastor: conheço as minhas ovelhas e as minhas ovelhas conhecem-Me, do mesmo modo que o Pai Me conhece e Eu conheço o Pai; Eu dou a vida pelas minhas ovelhas. Tenho ainda outras ovelhas que não são deste redil e preciso de as reunir; elas ouvirão a minha voz e haverá um só rebanho e um só Pastor. Por isso o Pai Me ama: porque dou a minha vida, para poder retomá-la. Ninguém Ma tira, sou Eu que a dou espontaneamente. Tenho o poder de a dar e de a retomar: foi este o mandamento que recebi de meu Pai».

#01 – Leitura e explicação:

#02 – Meditação:

#03 – Oração: